Misericórdia de Vila Verde menos dependente do Estado e com crescimento de 5%, revelam as Contas de 2017

A Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde avança que a sua dependência de apoios estatais foi apenas de 9,73% dos rendimentos no último ano. «Em 2017 esta Instituição pagou ao Estado em contribuições e impostos cerca de 3.339.232,21€ e recebeu, em subsídios, 2.170.389,58€», avança o organismos, em nota enviada à nossa redacção. E aponta que registou uma taxa de execução de «96,7% daquilo a que nos propusemos em 2016, a conclusão das obras de remodelação e ampliação do Hospital e renovação de todo os equipamentos e serviços (consultórios, bloco operatório, atendimento, MCDT S...)».

As contas de 2017 e o relatório foram aprovados esta quarta-feira (14 de Março), em Assembleia-Geral ordinária, depois da aprovação prévia unânime pela Mesa Administrativa, parecer favorável do Definitório e revisores oficiais de contas de Guimarães.

EXECUÇÃO ACIMA DOS 96%

Além da conclusão das obras de remodelação e ampliação do Hospital e renovação de todo os equipamentos e serviços (consultórios, bloco operatório, atendimento, MCDT S...), o relatório de actividades – cuja execução ultrapassou os 96% - destaca o início das obras de requalificação do Lar de Idosos/ERPI de Vila Verde e Construção do Colégio D. João de Aboim.
«As referidas obras foram iniciadas após conclusão do procedimento de concurso público, e o Colégio está já terminado, com autorização de funcionamento emitida pela DGESTE, e com abertura no ano letivo 2018/2019», avança a instituição.

MOTA ALVES A DIRECTOR-PEDAGÓGICO

De resto, a Santa Casa da Misericórdia revela que a equipa de profissionais está já constituída, sendo composta pelo Diretor Pedagógico José António da Mota Alves, Professores do 1º Ciclo, Auxiliares de Educação, Professores de Estudo Acompanhado e outros trabalhadores de apoio.

CONTAS DE 2017

No que concerne às contas de gerência, a Misericórdia de Vial Verde regista «um crescimento de 5,6% e um total de rendimentos, em 2017, de 22.303.796,1€. Em 2017 esta Instituição pagou ao Estado em contribuições e impostos cerca de 3.339.232,21€ e recebeu, em subsídios 2.170.389,58€, ou seja, os subsídios estatais representam apenas 9,73% dos rendimentos da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde».

---
Redacção
ovilaverdense@gmail.com