Mão Morta com edição especial para o Record Store Day

O álbum de estreia dos Mão Morta vai ser reeditados, em edição comemorativa, à boleia das celebrações do Record Store Day, a 21 de Abril, revelou esta terça-feira à Lusa a Rastilho Records.

De acordo com a Rastilho Records, dos Mão Morta será reeditado o primeiro registo, homónimo, que o grupo de lançou no verão de 1988 pela Ama Romanta, e que incluía temas como "E se depois" e "Oub la’.

Na altura, além de Adolfo Luxúria Canibal e Miguel Pedro - que permanecem até hoje -, os Mão Morta integravam Carlos Fortes, Joaquim Pinto e Zé dos Eclipses, que já não fazem parte do grupo.

Na biografia oficial na Internet, os Mão Morta recordam que, em 1988, vivam um momento de culto, conquistado pouco antes pelas "performances e carisma de Adolfo Luxúria Canibal". Na altura, o grupo assegurou a primeira parte de concertos de nomes como Nick Cave & The Bad Seeds, Wire e Jesus & Mary Chain.

Ao longo de 2018, numa altura em que os Mão Morta preparam um novo disco, a Rastilho Records planeia ainda reeditar os álbuns "Corações Felpudos" (1990) e "O.D., rainha do rock & crawl" (1991).

---
FG (CP 1200) com Sapo24
ovilaverdense@gmail.com