Estudo pioneiro sobre "tablets" junta universidades do Minho e de Harvard e a multinacional Microsoft

A Universidade do Minho, através do investigador Pedro Arezes, participou num estudo pioneiro a nível mundial sobre o uso de "tablets" e o seu impacto na saúde dos utilizadores.

A UMinho adiantou hoje que “o trabalho, realizado em conjunto com a Universidade de Harvard (EUA) e a Microsoft, acaba de ser publicado na revista “Applied Ergonomics”, a mais conceituada da área, e pode contribuir para a conceção de softwares e dispositivos que afetam menos a postura e o esforço muscular de quem os usa”.

O estudo foi desenvolvido na Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, em Boston, onde o professor da UMinho se encontra temporariamente a trabalhar.

O projeto avaliou várias soluções de desenho do software par «tablets», numa tentativa de perceber como este pode influenciar a atividade muscular e a postura dos utilizadores.

O objetivo é que os resultados obtidos permitam, às tecnológicas, a otimização das interfaces usadas nos dispositivos táteis, como tablets e smartphones, tendo em consideração as questões de natureza ergonómica, que podem comprometer o bem-estar das pessoas.

“É expectável que a Microsoft conceba a próxima geração de sistemas operativos seguindo as nossas recomendações. Uma delas é não colocar os comandos (botões, slides, botões deslizantes) fora do alcance conveniente dos dedos, pois implica maior carga muscular”, explica Pedro Arezes.

“Os softwares devem ser desenhados de forma a maximizarem a utilização dos polegares quando o utilizador estiver a usar o dispositivo em formato «landscape» ou o indicador quando estiver em formato ‘vertical’”, acrescenta.

O trabalho recorreu à técnica de análise da atividade elétrica muscular e à análise tridimensional do movimento.

O projeto que esteve na base desta publicação foi coordenado por Jack Dennerlein, da Universidade de Harvard, e resultou numa ligação estratégica entre aquela instituição e a multinacional norte-americana Microsoft.


PEDRO AREZES

Pedro Arezes, de 45 anos, é professor catedrático da Escola de Engenharia da UMinho, investigador convidado no Massachusetts Institute of Technology (MIT) e na Universidade de Harvard e diretor do Programa MIT Portugal desde 2016. Na academia minhota dirige também o Laboratório de Ergonomia e o grupo de investigação em Ergonomia e Fatores Humanos.

Coordenou e colaborou em mais de 30 projetos financiados, dirigiu cerca de 20 estudos e projetos com a indústria, orientou 17 teses de doutoramento e publicou mais 100 artigos em revistas científicas internacionais.

É ainda membro da comissão científica e organizadora de alguns dos principais eventos no âmbito da Ergonomia e da Segurança do Trabalho.

Foi palestrante convidado em mais de 100 palestras, metade das quais em países como Argentina, Brasil, Canada, Colômbia, Dinamarca, EUA, Holanda, Perú, Polónia, Reino Unido, Suécia, Turquia, entre outros.

É membro fundador e atual vice-presidente eleito da Sociedade Portuguesa de Higiene e Segurança Ocupacionais e membro da Comissão de Especialização em Engenharia de Segurança da Ordem dos Engenheiros.

---
FOTO: Nuno Gonçalves

---
Luís Moreira (CP 8078)
ovilaverdense@gmail.com

    Jornal o VilaVerdense
19 de Janeiro de 2018 / 11:45

Partilhar no Facebook  Partilhar no Facebook


Outras notícias

-MÊS DO ROMANCE: Academia de Música brilhou em noite de Concerto de Gala

-Vale do Homem unido em torno do novo líder do PSD (Rui Rio) / Afinal…Rui Silva não figura entre os principais nomes dos órgãos nacionais

-Amélia Gomes celebra hoje 100 anos

-MÊS DO ROMANCE: Orlando Ventura apresentou nova linha “Amor Envolvente”

-DESTAQUE: Câmara de Braga reconhece 46 lojas como de interesse histórico, cultural ou social

-GNR: 24 detenções na última noite

-PSD: Rui Rio integra militantes de Braga nos órgãos nacionais; Vilaverdense Rui Silva é hipótese

-MÊS DO ROMANCE: Chá de tília e Pão-de-ló “água na boca” apresentados no Palácio da Brejoeira (Monção)

-LANHAS: Bispo de Braga em visita pastoral à paróquia

-BRAGA: Câmara introduz novas regras de acesso automóvel no centro histórico

-CRIME: Homem detido em Vila Verde por violência doméstica

-BRAGA: Campeões da Europa de futsal recebidos no Theatro Circo na segunda-feira

-GNR deteve 406 pessoas em flagrante delito ao longo da semana

-ESQUEIROS: Bispo Auxiliar de Braga visitou Jardim-de-Infância e EB1

-MÊS DO ROMANCE: “Já Namoras 2018” - Utensílios únicos na linha do Amor

-VILA VERDE: Bombeiros têm novo veículo de combate a incêndios

-Ministro Manuel Heitor assinala na UMinho nova fase do Programa MIT Portugal

-DESPORTO: Tribunal iliba polícias acusados de agredir e cegar adepto em Guimarães

-Farmácias de Braga e Barcelos aderem à Jornada de Recolha de Medicamentos deste sábado

-VILA VERDE: Oficina Arquimedes “Amor com Cheiro” no sábado

-INCÊNDIOS RURAIS: Acções de sensibilização para limpeza de terrenos arrancam hoje

-CRIME: 34 imigrantes ilegais trabalhavam em empresas de Famalicão e da Trofa

-Novas regras para limpeza das matas entram em vigor com aumento da distância entre pinheiros e eucaliptos

-ATÃES: Alunos do Jardim-de-Infância criaram “Hino dos Heróis da Fruta”

-VILA DE PRADO: População alarmada com queda de azulejos de prédio

-BRAGA: Imobiliárias pedem oito milhões à Câmara no caso do nó de Ínfias

-MÊS DO ROMANCE: “S. Valentin Breakfast Day” e “Aromas com Amor” duas iniciativas em conjunto com os alunos da EPATV

-CERVÃES: EB1 de Sobral premiada a nível nacional pela Missão UP "Natal sustentável”

-CRIME (Justiça): Julgados em Maio quatro homens apanhados a falsificar notas e moedas em Braga e Vila Verde

-SAÚDE (Minho). Cardiologia de Guimarães vai ter Unidade de Diagnóstico e Intervenção Cardiovascular









Jornal O Vilaverdense