Estudo pioneiro sobre "tablets" junta universidades do Minho e de Harvard e a multinacional Microsoft

A Universidade do Minho, através do investigador Pedro Arezes, participou num estudo pioneiro a nível mundial sobre o uso de "tablets" e o seu impacto na saúde dos utilizadores.

A UMinho adiantou hoje que “o trabalho, realizado em conjunto com a Universidade de Harvard (EUA) e a Microsoft, acaba de ser publicado na revista “Applied Ergonomics”, a mais conceituada da área, e pode contribuir para a conceção de softwares e dispositivos que afetam menos a postura e o esforço muscular de quem os usa”.

O estudo foi desenvolvido na Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, em Boston, onde o professor da UMinho se encontra temporariamente a trabalhar.

O projeto avaliou várias soluções de desenho do software par «tablets», numa tentativa de perceber como este pode influenciar a atividade muscular e a postura dos utilizadores.

O objetivo é que os resultados obtidos permitam, às tecnológicas, a otimização das interfaces usadas nos dispositivos táteis, como tablets e smartphones, tendo em consideração as questões de natureza ergonómica, que podem comprometer o bem-estar das pessoas.

“É expectável que a Microsoft conceba a próxima geração de sistemas operativos seguindo as nossas recomendações. Uma delas é não colocar os comandos (botões, slides, botões deslizantes) fora do alcance conveniente dos dedos, pois implica maior carga muscular”, explica Pedro Arezes.

“Os softwares devem ser desenhados de forma a maximizarem a utilização dos polegares quando o utilizador estiver a usar o dispositivo em formato «landscape» ou o indicador quando estiver em formato ‘vertical’”, acrescenta.

O trabalho recorreu à técnica de análise da atividade elétrica muscular e à análise tridimensional do movimento.

O projeto que esteve na base desta publicação foi coordenado por Jack Dennerlein, da Universidade de Harvard, e resultou numa ligação estratégica entre aquela instituição e a multinacional norte-americana Microsoft.


PEDRO AREZES

Pedro Arezes, de 45 anos, é professor catedrático da Escola de Engenharia da UMinho, investigador convidado no Massachusetts Institute of Technology (MIT) e na Universidade de Harvard e diretor do Programa MIT Portugal desde 2016. Na academia minhota dirige também o Laboratório de Ergonomia e o grupo de investigação em Ergonomia e Fatores Humanos.

Coordenou e colaborou em mais de 30 projetos financiados, dirigiu cerca de 20 estudos e projetos com a indústria, orientou 17 teses de doutoramento e publicou mais 100 artigos em revistas científicas internacionais.

É ainda membro da comissão científica e organizadora de alguns dos principais eventos no âmbito da Ergonomia e da Segurança do Trabalho.

Foi palestrante convidado em mais de 100 palestras, metade das quais em países como Argentina, Brasil, Canada, Colômbia, Dinamarca, EUA, Holanda, Perú, Polónia, Reino Unido, Suécia, Turquia, entre outros.

É membro fundador e atual vice-presidente eleito da Sociedade Portuguesa de Higiene e Segurança Ocupacionais e membro da Comissão de Especialização em Engenharia de Segurança da Ordem dos Engenheiros.

---
FOTO: Nuno Gonçalves

---
Luís Moreira (CP 8078)
ovilaverdense@gmail.com

    Jornal o VilaVerdense
19 de Janeiro de 2018 / 11:45

Partilhar no Facebook  Partilhar no Facebook


-MÓS: Festa de Nossa Senhora da Encarnação no fim-de-semana

-SAÚDE: Morte de bebés atinge valor mais baixo de sempre em Portugal

-“A Revolta dos Ecopontos” pelo TIN.BRA na AE de Moure e Ribeira do Neiva

-VILA VERDE: Casa cheia para ouvir os “Acordes” do jazz de Eduardo Cardinho

-BRAGA: BE questiona Governo sobre acessibilidade para pessoas com deficiência na UMinho

-VILA VERDE: Associações passam a ter guia digital e mascote

-GNR: 24 detidos em flagrante delito na passada semana

-MOTOCROSS PICO 2018: Espectáculo das duas e quatro rodas enche pista de público e emoção

-SEMANA CULTURAL: Loureira a mexer com muitas actividades

-Mais de 70 pessoas participaram no Dia da Catequista de Vila Verde

-LOUREIRA CULTURAL: Teatro animou mais uma noite da Semana Cultural

-Forum Braga: nova “sala de estar” da cidade abriu as portas e “reinventou” antigo PEB

-ÚLTIMA HORA: Rixa no Alívio faz pelos menos três feridos

-VILA DE PRADO: GNR identificou homem de 70 anos por incêndio florestal

-“Concurso de Maios” em Freiriz já vai para a XII Edição

-Incêndio de Moure consumiu 21 hectares

-ÚLTIMA HORA: António Vilela não vai a julgamento no caso das multas de estacionamento

-VILA DE PRADO: Apresentação de livro de Jaime Ferreri adiada para 25 de Maio

-Forum Braga abre as portas este fim-de-semana para visitas guiadas gratuitas

-BRAGA: Concurso para obras no mercado municipal contestado judicialmente

-CRIME: Mulher detida por provocar incêndio em Fafe

-MOURE: Bombeiros combatem incêndio no Monte do Castelo

-VILA VERDE: Eduardo Cardinho actua esta noite na segunda edição de “Acordes” da Bullire

-ISAVE participa na Semana da Saúde da Secundária de Vila Verde

-REGIÃO: Associação Florestal do Cávado vai ter mais uma equipa em Barcelos

-LOUREIRA: Encontro de Concertinas garante animação em Dia da Liberdade

-DIA DA LIBERDADE: Vila Verde evoca valores de Abril

-CABANELAS: Grupo de peregrinos partiu rumo a Santiago de Compostela

-CRIME: Dono de bar de alterne de Vila Verde detido no Brasil por tentativa de homicídio

-VILA VERDE: Bombeiros promovem II Encontro de Fanfarras e benzem novas viaturas









Jornal O Vilaverdense