BRAGA: Câmara procede a vistoria técnica às freguesias mais afectadas pela tempestade ´Ana´

Na sequência das últimas intempéries associadas à tempestade “Ana”, a Câmara de Braga procedeu a uma vistoria técnica às freguesias mais afectadas, nomeadamente a União de Freguesias de Nogueira, Lamaçães e Fraião; União de Freguesias de Morreira e Trandeiras; Freguesia de Esporões e União de Freguesias de Escudeiros, Penso S. Estevão e S. Vicente.

A vistoria prestou especial atenção ao estado de conservação das linhas de água, e respectivas passagens hidráulicas, contiguas a alguma das áreas mais afectadas pelo transbordo de águas provenientes de áreas florestais ardidas.

Relativamente à União de Freguesias de Nogueira, Lamaçães e Fraião, a acção foi imediata através da limpeza e desobstrução de vias, desobstrução de sistemas de drenagem de águas pluviais e composição de pavimentos rodoviários, incidindo essencialmente em arruamentos confrontantes com as áreas florestais recentemente ardidas tais como: Travessa da Igreja, Rua Quinta do Paço, Rua do Barral, Rua Encosta da Falperra, Rua Calvelo de Baixo e Rua Padre Feliciano (EM588) e Rua Pascoal Fernandes.

TRABALHOS EM CURSO

Actualmente estão ainda em curso trabalhos de desassoreamento de linhas de água naturais e travessias hidráulicas, visto que, caso se mantivesse o cenário, e perante novos episódios de grande pluviosidade, estariam criadas as condições de se potenciar, a ocorrência de incidentes derivado do facto das linhas de água não comportarem os caudais gerados a montante nas áreas florestais.

Este trabalho só é possível através do contacto prévio estabelecido com os proprietários dos terrenos florestais em causa, obtendo-se assim as indispensáveis autorizações de entrada e permanência nos mesmos para execução dos trabalhos.

No que se refere à União de Freguesias de Morreira e Trandeiras foram efectuadas as devidas limpezas e desobstrução de arruamentos, estando pendente de execução trabalhos de verificação dos sistemas de drenagem e reparação e pavimentos na Rua Nova do Assento. Os restantes trabalhos de repavimentação, execução de muros de suporte e reforço de sistema de drenagem serão ainda executados, sendo que é também necessário proceder-se à verificação do estado de conservação das linhas de águas e das travessias hidráulicas que as complementam.

Já quanto à Freguesia de Esporões, foram efectuados trabalhos limpezas e desobstrução de arruamentos, estando pendente de execução trabalhos de verificação dos sistemas de drenagem em diversos arruamentos. Será necessário também proceder-se à verificação do estado de conservação das linhas de águas e das travessias hidráulicas que as complementam.
Por fim, quanto à União de Freguesias de Escudeiros, Penso S. Estevão e S. Vicente, a situação é análoga às anteriores. Após vistoria inicial, foram efectuados trabalhos limpezas e desobstrução de arruamentos. Mais uma vez será necessário também proceder-se à verificação do estado de conservação das linhas de águas e das travessias hidráulicas que as complementam.

“Paralelamente aos trabalhos acima enunciados, foi garantido um aceitável nível de resposta a diversas solicitações de munícipes afectados pela intempérie, nomeadamente através da desobstrução de ramais de ligação a colectores assoreados pela acção da deposição de lamas e detritos transportados que potenciaram o recuo das águas pluviais e por conseguinte a inundação das respectivas caves”, refere a autarquia em comunicado.

---
Redacção
ovilaverdense@gmail.com