BARCELOS: Nove meses de prisão por insultar juiz

Insultou um juiz em plena leitura de um acórdão. Foi, agora, condenado a nove meses de prisão no Tribunal de Braga pelo crime de perturbação de funcionamento de órgão constitucional.

José Montoia, de 42 anos, estava a ouvir uma sentença no Tribunal. De repente, começou a gritar, chamando «palhaço» e «filho da p...» ao juiz. Obrigando-o a interromper a sessão e a expulsar o arguido da sala.

A sala da Vara Mista estava cheia de familiares e de público que queria ouvir a sentença. O arguido aparentava nervosismo, mas nada disse até que a decisão foi tomada. Seis anos e oito meses de prisão efectiva. A somar à que já cumpria por outros crimes. Fora julgado, em maio de 2015, por ter assaltado a ourivesaria F. Costa no centro de Barcelos, tendo lançado gás pimenta para os olhos do comerciante. Levou um mostruário com 50 anéis de ouro. Veio a ser apanhado pela GNR quando fugia de carro e se despistou.

O homem, residente da Urbanização da Conceição, em Guimarães, já tinha sido condenado várias outras vezes, por receptação, roubo, violação, dano e ofensa à integridade física. Cumpre uma pena de seis anos e seis meses de prisão por roubo.

Agora, na valoração da pena, o colectivo de juízes teve em conta que teve uma infância difícil, era toxicodependente e tem dois filhos.

---
Luís Moreira (CP 8078)
ovilaverdense@gmail.com

    Jornal o VilaVerdense
13 de Dezembro de 2017 / 13:32

Partilhar no Facebook  Partilhar no Facebook


Outras notícias

-Estudo pioneiro sobre "tablets" junta universidades do Minho e de Harvard e a multinacional Microsoft

-Projecto MOVBIO apresentado e a decorrer na Câmara Municipal

-VILA VERDE: Novo logótipo do Município inspirado nos Lenços dos Namorados

-VILA VERDE: Alexandre Mendes fala sobre empreendedorismo este sábado, na Biblioteca Municipal

-Ministério do Ambiente vai dragar a foz do rio Cávado em Esposende

-LOUREIRA: Novo acidente com três carros junto a pastelaria

-ÚLTIMA HORA: Infraestruturas de Portugal já adjudicou construção de rotunda na Loureira / Câmara queria intervenção mais abrangente

-“Noite de Reis - Cantares do Ciclo Natalício” sábado no Centro de Artes e Cultura

-União de Freguesias de Pico de Regalados, Gondiães e Mós com novos Brasão, bandeira e selo

-“A Luz do Novo Ano” este sábado na Biblioteca Municipal

-Município de Vila Verde acolhe amanhã Workshop do Projecto MOVBIO

-Missa de Acção de Graças do 1º aniversário da fundação do Grupo Folclórico União de Tradições

-MARRANCOS: Festas em honra de São Brás 2018 nos dias 2, 3 e 4 de Fevereiro

-Filomena Costa madrinha do 1º Trail Solidário dos Bombeiros de Braga

-Planetário – Casa de Ciência de Braga e Hospital assinam Protocolo

-LOUREIRA: Apelo de filha de Francisco Gomes lança onda de solidariedade a exigir obras na EN 101

-BARCELOS: Falhou acordo entre Câmara e 19 moradores de loteamento construído por empresa de Vila Verde

-Estaleiros municipais de Braga com melhores condições de conforto e segurança

-Dormidas no Norte batem recorde em Novembro e superam média nacional

-SAÚDE: Hospital da Misericórdia com novo laser de alta intensidade e ondas de choque

-InvestBraga debate projectos em Conselho Estratégico

-”Fórum Vocacional” preencheu a manhã da Escola Secundária de Vila Verde

-MÊS DO ROMANCE: Mais de 100 iniciativas em 38 dias dedicados ao amor

-VILA DE PRADO: Feira dos Vinte arranca já na sexta-feira

-GNR: Apreendidas diversas armas de fogo em Barcelos

-Embaixadora da Ucrânia condecora eurodeputado José Manuel Fernandes

-Instituto Confúcio da UMinho promove as primeiras provas a 24 de março

-TRIBUNAL: Vilaverdense apanhado com tocha conseguiu suspensão de processo

-POLÍTICA: José Morais recandidata-se para «dar continuidade ao crescimento» do PS

-Projecto da EPATV sobre o Gerês recebe prémio da Fundação Ilídio Pinho









Jornal O Vilaverdense