CASO "CONVERTIDAS" (Braga): Ex-governante Miguel Macedo confirma telefonemas de Mesquita Machado a solicitar a cedência do antigo Convento das Convertidas

O ex-Ministro da Administração Interna, no governo PSD/CDS Miguel Macedo disse, esta manhã, no Tribunal de Braga, que o ex-edil da Câmara de Braga, o socialista Mesquita Machado lhe telefonou duas vezes, pedindo-lhe a cedência do antigo Convento das Convertidas, para nele instalar um Museu da Cidade.


Disse que explicou ao então Presidente, que a cedência teria passar pela Direção Geral do Património, organismo sob tutela do Ministério das Finanças, embora com a sua concordância específica enquanto ministro.

Mesquita e cinco outros vereadores integravam o Executivo, quando a Câmara, em maio de 2013, votou a compra de três prédios anexos às Convertidas, por três milhões de euros, os quais tinham sido, propriedade de uma sociedade, a CCRII, cujo sócio era genro de Mesquita Machado. O objetivo era recuperar o quarteirão, construir uma pousada da juventude e o Museu da Cidade. Os seis estão acusados de abuso de poder e participação económica em negócio.

No julgamento, a acusação quer provar que Mesquita quis beneficiar o genro, cuja empresa se encontrava em dificuldades. E decidiu adquirir os três prédios «à pressa» para o ajudar.

A Defesa visa demonstrar que o projeto tinha interesse municipal, e que se tratou de uma decisão política, pensada um ano antes. E que a sua quota na sociedade urbanística já tinha sido vendida pelo genro ao então sócio na CCR II.

---
Redacção
ovilaverdense@gmail.com