Governo avança com plano nacional de regadios contra a seca

O Governo anunciou esta manhã que vai avançar com um plano nacional de regadios contra a seca e espera iniciar os trabalhos, no terreno, durante o próximo mês de Janeiro.

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, anunciou hoje no Parlamento que o Governo obteve já luz verde para avançar com o Plano Nacional de Regadios.

Em causa está um investimento que ultrapassa os 400 milhões de euros e que tem como objetivo construir mais 90 mil hectares de área de regadio, 48 mil dos quais em Alqueva e que, no entanto, se alargará a todo o país, onde se fizer sentir mais necessidade.

A revelação foi feita durante a audição conjunta na Comissão de Agricultura e Mar e na Comissão do Orçamento e Finanças, no âmbito da apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2018, Capoulas Santos informou que o Governo espera dar início aos trabalhos já a partir de Janeiro.

O ministro explicou também que o plano será financiado através de dois empréstimos conjugados no montante global de 260 milhões, 80 milhões dos quais serão concedidos pelo Banco do Conselho da Europa e o restante valor pelo Banco Europeu de Investimento.

O plano de financiamento é complementado pelo Programa de Desenvolvimento Rural, onde estão já aprovados os projetos dos restantes regadios que integram o plano.

Capoulas Santos tem vindo a sublinhar a importância deste Plano no domínio do uso eficiente da água, «um desígnio importantíssimo para o nosso país, e em particular para a agricultura, especialmente neste contexto de alterações climáticas e de seca que o país atravessa».

---
Joaquim Gomes (CP 2015)
ovilaverdense@gmail.com

    Jornal o VilaVerdense
14 de Novembro de 2017 / 11:27

Partilhar no Facebook  Partilhar no Facebook


Outras notícias

-INCÊNDIOS: Câmaras decidem que tipo de floresta querem no concelho

-PSP destrói mais de 3 mil armas

-“1º Fórum nacional sobre Stalking” no dia 28 de Fevereiro na Aula Magna da Universidade Católica de Braga

-ECONOMIA: Quatro empresas sediadas em Vila Verde com o estatuto PME Excelência

-MÊS DO ROMANCE: Teciborda apresentou nova linha de “Caixas e Tabuleiros”

-LOUREIRA: Mais de 300 mil euros para aumentar cobertura de saneamento

-MÊS DO ROMANCE: Artecouro aposta em nova linha de calçado e acessórios de moda

-BRAGA: Bombeiros Voluntários recebem equipamentos de protecção este sábado

-IX Jornadas Minhotas de Dermatologia nos dias 23 e 24 de Fevereiro na UMinho

-VILA VERDE: Rotary homenageia Bento Morais esta sexta-feira

-Centro Qualifica da EPATV e Bogalha certificam colaboradoras

-VILA VERDE: Julgamento de cartas de condução tem sentença marcada para sexta-feira

-Remessas de emigrantes atingem valor mais alto de sempre

-Ryanair anuncia 8 novos destinos a partir do Porto para 2019

-BRAGA: Museu D. Diogo de Sousa ganha colecção de arqueologia «única no mundo»

-Escola de Ciências da UMinho comemora esta quarta-feira 43 anos com especialista na Antártida

-Tribunal de Vila Verde liberta irmãos suspeitos de assédio sexual

-PEB morreu, viva o Forum Braga!

-Empresa LusoRecursos, de Braga, não desiste de explorar lítio em Montalegre e ouro em Marrancos-Vila Verde

-SANEAMENTO: Nova ETAR da Ribeira do Neiva em funcionamento

-ESCARIZ: Águas residuais de fossa correm para a estrada

-Corrida Solidária da Cruz Vermelha no dia 18 de Março em Prado

-DESTAQUE: Namorar Portugal vai ter loja em Marselha

-MÊS DO ROMANCE: Bolachas biológicas e vinho loureiro “made in Amares”

-CASO “AGRESSÕES GNR VILA VERDE”: Manuel Monteiro, representante da comunidade cigana, afirma que «isto são actos racistas. Mentira, abuso de autoridade e racismo»

-Mota Alves (ATAHCA) assume presidência do Conselho Consultivo da AEVH …e coloca elaboração de um Plano Estratégico de Desenvolvimento Integrado para o Vale do Homem como prioridade

-EPATV recebeu visita da directora de investigação, desenvolvimento e inovação da DIAK, University of Applied Sciences, da Finlândia.

-GDPrado com 4 Medalhas no “Open Internacional de Esposende”

-BRAGA: Obras no Complexo Desportivo da Rodovia sofrem atraso de 20 dias

-Dois detidos em Vila Verde sob custódia no Hospital de Braga com GNR também feridos /ACTUALIZAÇÃO









Jornal O Vilaverdense