CENTENÁRIO DA GUERRA: Vila Verde homenageou “heróis” lançados para a I Grande Guerra

A Biblioteca de Vila Verde encheu, esta sexta-feira, para a apresentação do livro “Vilaverdenses na 1ª Grande Guerra (1914-1918)”, da autoria de Albino Penteado Neiva.

Para o eurodeputado José Manuel Fernandes, que fez a apresentação da obra, este é um livro homenageia os 396 vilaverdenses, oriundos de diversas freguesias do concelho, que partiram para o combate em Moçambique e em França.

«É uma forma de prestar homenagem a todos aqueles que largaram a enxada e o arado e, sem muita preparação, foram lançados para a guerra», frisou.

Do total de combatentes provenientes do concelho de Vila Verde, 61 morreram a combater na I Guerra Mundial, que terminou há 99 anos.

A apresentação da obra teve animação musical a cargo da Verde Tuna, do Município de Vila Verde. Um dos temas interpretados foi a “Canção da Brigada do Minho”, escrita em 1917, em palco de Guerra.

A Biblioteca Municipal recebe também uma exposição relacionada com a I Guerra Mundial, com muitos artigos cedidos por Penteado Neiva.


COMEMORAÇÕES PROSSEGUEM NO DOMINGO

No próximo domingo, pelas 10h00, vai ser feita a evocação dos combatentes vilaverdenses que participaram na Grande Guerra, na Praça da República.

Será descerrada uma placa evocativa em memória dos combatentes vilaverdenses falecidos na Guerra, num momento que contará com a participação da Fanfarra dos Bombeiros e dos Escuteiros de Vila Verde.

Às 11h00, decorrerá uma missa pelos combatentes da Grande Guerra, na Igreja Matriz, com animação litúrgica pela Verde Tuna.

---
Ricardo Reis Costa (CP 10478)
ovilaverdense@gmail.com