CRIME: Homicida que atiçou fogo aos pais ficou em prisão preventiva

O homicida que atiçou fogo aos pais enquanto dormiam, em casa, na freguesia de São Mamede de Este, em Braga, foi detido pela Polícia Judiciária, tendo ficado já em prisão preventiva, segundo decidiu a juíza de instrução criminal da Comarca de Braga.

Cristiano “Branquinho”, de 35 anos, que até há um ano cumpriu uma pena de 14 anos e meio por homicídio de um deficiente, na Póvoa de Lanhoso, em 2004, andou fugido no estrangeiro desde a madrugada de 25 de Setembro, quando regou com álcool a cama dos pais e lançou o fogo, ficando a sua mãe com ferimentos graves nos pés e o pai escapado.

Inspectores da Polícia Judiciária de Braga detiveram Cristiano Antunes Ferreira, com a alcunha de “Branquinho”, já ao princípio da noite de ontem, sexta-feira, escondido em casa dos pais, na Rua de Pregal, em São Mamede de Este e, segundo apurou a Press Minho/"O Vilaverdense", não ofereceu qualquer resistência, devido ao modo como a operação da PJ foi preparada e executada.

Cristiano “Branquinho” fugiu para o estrangeiro e voltou quinta-feira a Portugal, onde a Polícia Judiciária de Braga seguia os seus passos, tendo-o detido ontem escondido em casa dos pais, o local da tentativa de homicídio, em São Mamede de Este, nos arredores de Braga.

---
Joaquim Gomes (CP 2015)
ovilaverdense@gmail.com