RELIGIÃO: Papa Francisco agradece oferta da artista pradense Fátima Mendes

A pintora de cerâmica/azulejaria Fátima Mendes, da Vila de Prado, produziu uma imagem de Nossa do Sameiro em telha, que a Arquidiocese de Braga ofereceu ao Papa Francisco. O “Santo Padre” já agradeceu a oferta.

Numa carta dirigida a D. Jorge Ortiga, Arcebispo de Braga, o Papa Francisco expressou o seu agradecimento e pede para que cristãos de Braga «continuem a rezar por ele».

A carta, assinada pelo cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano, começa por dizer que chegou às mãos do Santo Padre «a devota lembrança de Nossa Senhora do Sameiro, num suporte deveras original e apresentação artística muito bela, saída das mãos habilíssimas duma pintora de cerâmica/azulejaria da Vila de Prado, a senhora Fátima Mendes, que a ofereceu ao Papa, em nome da Arquidiocese».

«Obrigado», afirmou o Santo Padre, «por vos associardes a mim nesta peregrinação vivida na esperança e na paz. Desde já desejo assegurar a quantos estais unidos comigo, aqui e em qualquer outro lugar; que vos tenho a todos no coração. Sinto que Jesus vos confiou a mim e, a todos, abraço e confio a Jesus, principalmente os que mais precisarem, como Nossa Senhora nos ensinou a rezar», como pode ler-se. «Que Ela, Mãe doce e solícita de todos os necessitados, lhes obtenha a bênção do Senhor!».


PALAVRA ESPECIAL PARA A ARTISTA PRADENSE

Posteriormente, o secretário de Estado do Vaticano dirige, em nome do Santo Padre, uma palavra à artista e à Arquidiocese de Braga. «Saibam pois, a senhora Fátima Mendes e quantos concorreram para a realização e acomodação do ícone de Nossa Senhora do Sameiro, todo o povo fiel dessa Arquidiocese com o seu bem-amado Pastor, que o Papa Francisco os confiou à Virgem Mãe: sob o seu manto, não se perdem dos seus braços, virá a esperança e a paz que necessitam».

Como consta na missiva, o Papa concede «Bênção Apostólica» a todos, e pede, «por favor, que nunca se esqueçam de rezar por ele. Valho-me da ocasião para lhe testemunhar, Senhor Arcebispo, os meus sentimentos de grande consideração e fraterna estima em Cristo Senhor», concluiu.


D. JORGE DESTACA SIMBOLOGIA DA TELHA

Em comunicado enviado às redacções, D. Jorge refere que a Arquidiocese de Braga quis expressar a sua proximidade ao Santo Padre, por ocasião da sua visita a Fátima no passado dia 13 de Maio. «Fê-lo não só através da sua presença, mas também oferecendo uma telha com uma imagem artística de Nossa Senhora do Sameiro. Pedíamos a Maria e ao Santo Padre que, sob as telhas dos nossos lares, nada faltasse para uma vida digna. Recordávamos quem tem casa e quem não tem. A telha era um símbolo para que, na Arquidiocese, o bem-estar mínimo nunca faltasse a ninguém. Para isso é necessário um trabalho justo e que as nossas comunidades respondam com atenção e solícita generosidade às necessidades das pessoas».

«Recebemos agora a resposta do Santo Padre. Queremos dar a conhecer o seu conteúdo e estimular a que a simbologia da telha continue a motivar acções concretas em todas as comunidades paroquiais», referiu.

---
Redacção
ovilaverdense@gmail.com