ALERTA: Dermatologistas dizem que bronzeadores podem ser prejudiciais por conferirem falsa protecção

A Associação Portuguesa do Cancro Cutâneo (APCC) apelou esta segunda-feira à população para estar atenta à qualidade dos protectores solares, alertando que as "loções bronzeadoras" são uma "falsa protecção" e podem ser prejudiciais para a saúde.

"No mercado surgem loções ditas bronzeadoras, aceleradoras de bronzeamento, que dizem ter uma protecção" solar de seis, 15 ou 30, "o que pode iludir as pessoas", disse à agência Lusa o secretário-geral da associação, Osvaldo Correia.

Segundo o dermatologista, o mercado das loções bronzeadoras não está regulamentado, ao contrário do que acontece com os protectores solares, devendo por isso ser evitadas, porque podem ser "prejudiciais para a saúde" ao conferirem uma falsa protecção.

Perante este risco, o dermatologista deixou um alerta dirigido especialmente aos jovens: "não se iludam com os bronzeadores na questão da cor e, sobretudo, na questão de uma falsa protecção".

Apesar de não haver dados oficiais, Osvaldo Correia disse que "é crescente" o número de "queimaduras surpresa que as pessoas estão a ter", mesmo utilizando protectores solares que dizem ter um índice elevado.

"Quem faz vivência clínica de dermatologia" tem a "percepção clara" de que as pessoas ficam surpreendidas por utilizarem protectores com um índice 30 ou 50 e ficarem com "pigmentações inestéticas", alergia ao sol ou "vermelhidão seguida de escamação".

Estas loções também "criam o mito de que o moreno é saudável", mas "uma pele bronzeada em excesso é uma pele envelhecida e ninguém gosta que se diga que tem uma pele velha numa época em que o que se quer é rejuvenescer e não envelhecer".

Mas também há cuidados a ter na escolha dos protectores solares e na forma como são aplicados.

"Hoje temos, nos próprios protectores solares, formas fluidas, transparentes, invisíveis, espumas que, na forma e na quantidade como as pessoas habitualmente as colocam, não dão a protecção que as pessoas julgam que dão (30 ou 50)", sublinhou.

Para conferirem "uma camada suficiente", que se aproxime do que foi testado em laboratório, a sua aplicação deve ser feita várias vezes no mesmo local.

"Na prática, teríamos que aplicar quase uma embalagem de 50ml para uma parte significativa do corpo, o que não se faz", elucidou.

Quando estas formas fluidas são associadas aos "aceleradores de bronzeamento" o risco aumenta.

Nas pessoas de pele relativamente morena, um índice de proteção baixo "é suficiente para não ficarem vermelhas, mas estão expostas aos raios ultravioleta A", que também agridem a pele.

Portanto, a população deve estar atenta à qualidade, quantidade e apresentação do protector, que "não deve ser utilizado para prolongar o tempo de exposição nos dias de ultravioletas especialmente elevados, como tem acontecido nas últimas semanas e, até diria, nos últimos meses, em Portugal".

Segundo o médico, "é crescente" o número de pessoas com cancro de pele em idades jovens, a começar nos 20, 30 anos, resultado de exposições prolongadas ao sol.

"Temos de pensar que a agressão de hoje pode ter como consequência negativa o amanhã, e o amanhã pode não ser quando somos idosos", salientou, lembrando que "a regra mais importante é sombra aumentada, hora apropriada".

Estima-se que surjam este ano mais 12 mil novos casos de cancro de pele, mil dos quais casos de melanoma, o tipo mais grave.

Osvaldo Correia observou que a população está "mais bem informada", mesmo os próprios jovens, "a prática é que nem sempre condiz com o conhecimento".

"Saber conviver com o sol, é um ato de bom senso", disse, lembrando que os dermatologistas são "a favor da exposição ao sol", mas no final ou no início do dia.

---
Redacção/FG (CP 1200)
ovilaverdense@gmail.com

    Jornal o VilaVerdense
16 de Agosto de 2017 / 17:09

Partilhar no Facebook  Partilhar no Facebook


Outras notícias

-AUTÁRQUICAS: José Morais visitou feira do Pico de Regalados e garantiu «determinação para encarar desafios» do sector

-Investigadores regressam aos copos – está de volta o PubhD UMinho

-AUTÁRQUICAS: Vilela realça investimentos de 7,6 milhões nos principais núcleos urbanos do concelho

-BRAGA: Crianças recriam edifícios no Arquibrinca

-GNR: 123 detidos durante o fim-de-semana

-Novo Posto da GNR de Vila Verde já em funcionamento

-FUTEBOL: Vilaverdense FC segue em frente na Taça de Portugal

-VILA VERDE: Chuva antecipou procissão de Santo Isidro…em ano que decorre o restauro da “igreja velha” da Carvalhosa

-VILA DE PRADO: “Cortejo e Leilão de Oferendas” une todos os lugares na Festa das Colheitas

-AUTÁRQUICAS: Vilela assinala aposta «decisiva» no Desporto, Lazer e Tempos Livres

-GNR: Duas pessoas morreram em acidentes na estrada nas últimas doze horas

-FUTEBOL (Pró-Nacional): GD Prado em Santa Eulália para retomar caminho dos pontos

-FUTEBOL (Taça de Portugal): Vilaverdense FC joga este domingo na casa do Esmoriz

- AUTÁRQUICAS 2017: Candidatos da CDU defendem “revitalização” das feiras do Pico e Rio Mau e construção de Mercado Municipal

-ESCARIZ (Festa das Colheitas): Quadros de sementes / frutos da terra e vinho de maçã são “imagem de marca”

-AUTÁRQUICAS 2017: Nuno Oliveira apresentado como candidato do PS em Escariz...e Morais anunciou criação do Conselho Municipal de Agricultura

-Erasmus+ Juventude em Acção realizou 6.ª formação de beneficiários em Braga

-BRAGA: Semana Europeia do Desporto arranca este sábado

-GNR deteve 13 pessoas nas últimas doze horas e registou 100 acidentes de viação

-AUTÁRQUICAS (LAGE): Carlos Pedro investe dinheiro da campanha em material para a escola

-D. Jorge Ortiga diz que proposta sobre autodeterminação de género ameaça “a nossa civilização”

-AUTÁRQUICAS: José Moças é o mandatário para a Cultura da Campanha de José Morais

-RIBEIRA DO NEIVA: Arrancaram as obras no complexo desportivo

-GNR: 108 detidos por condução sob o efeito do álcool na última semana

-AUTÁRQUICAS: Vilela quer valorizar património histórico, religioso e natural associado ao Turismo

-EDUCAÇÃO: EPATV comemora 24 anos na próxima quarta-feira

-VILA VERDE: Festa de Santo Isidro arranca esta noite no lugar da Carvalhosa

-ATAHCA mostrou território do Cávado em conferência de nanotecnologia

-Estudo sobre economia paralela dá prémio a investigadora da UMinho

-AUTÁRQUICAS (VILA DE PRADO): Paulo Gomes acusa Manuel Rodrigues de ter feito um «assalto ao poder»









Jornal O Vilaverdense