ROTA DAS COLHEITAS: Eventos em Soutelo, Loureira e Parada de Gatim marcam o fim-de-semana

O Arraial do Melão Casca de Carvalho em Soutelo, a Malhada de Feijão na Loureira e espetáculos culturais em Parada de Gatim marcam este fim-de-semana, o segundo da edição deste ano da programação “Na Rota das Colheitas”.

ARRAIAL DO MELÃO CASCA DE CARVALHO – SOUTELO

O afamado Melão Casca de Carvalho, um dos ícones identitários da freguesia de Soutelo e do concelho de Vila Verde, tem direito a festa própria, já a partir da noite desta sexta-feira.

Um arraial à boa moda do Minho, em que não vai faltar a excelência da gastronomia local (destaque para a sardinhada, o porco no espeto e, naturalmente, o Melão Casca de Carvalho), o bom vinho regional e muita música popular.

A estes predicados juntam-se algumas atividades emblemáticas do evento, como o passeio a cavalo, a concentração e passeio de motorizadas e o encontro de folclore, entre outros. Nota de realce também para as novidades, caminhada e aula de zumba, que vêm enriquecer o programa deste ano.


MALHADA DE FEIJÃO – LOUREIRA

“Loureira em Festa – Arraial do Emigrante 2017” é o nome do evento que durante quatro dias traz à praia da Ponte Nova dezenas de horas de música ao vivo, algumas iguarias regionais, alegria, animação e muito convívio.

O evento inclui uma iniciativa inserida Na Rota das Colheitas, a recriação de uma tradicional malhada de feijão. Trajados a rigor, homens e mulheres dão corpo à tradição minhota, transmitindo às gerações mais jovens o legado cultural que herdaram dos antepassados. A atividade está marcada para as 15h30 deste sábado.


ANIMAÇÃO E GASTRONOMIA – PARADA DE GATIM

O fim de semana é de festa em Parada de Gatim. A animação tradicional e a gastronomia regional aliam-se às atividades culturais para uma iniciativa quer «fazer as delícias de habitantes locais e visitantes».

No entanto, a animação não fica por aqui já que as festividades da freguesia se prolongam até ao dia 15 de agosto. Artistas populares, manifestações religiosas, folclore e boa cozinha minhota são os atrativos maiores da festa, mas não são os únicos.

A iniciativa afigura-se também como palco privilegiado de encontro de velhos amigos, animados momentos de convívio fraterno e longas conversas pela noite dentro.

---
Redacção
ovilaverdense@gmail.com