CONTAS 2016: PS acusa Câmara de Vila Verde de gastar muito dinheiro de forma errada

Os documentos de prestação de contas da Câmara de Vila Verde referentes a 2016 foram esta terça-feira aprovados, em reunião do executivo, com a abstenção do PS, que considera que a autarquia «tem de ser gerida de uma forma muito mais eficiente».

«Gasta-se muito dinheiro mal gasto e perdem-se oportunidades, nomeadamente no que diz respeito a fundos comunitários. Este documento demonstra acima de tudo uma enorme falta de trabalho, uma falta de visão e de estratégia, capazes de promover Vila Verde e a qualidade de vida dos vilaverdenses», criticam.

Segundo os socialistas, «não se compreende como a autarquia deve tanto dinheiro e como em simultâneo continuam a faltar infraestruturas básicas como saneamento, água e infraestruturas rodoviárias».

Para o PS, o mais grave é o facto de a dívida «continuar a aumentar», sendo que a autarquia tem, de acordo com os socialistas, «uma dívida que corresponde a 398,58 euros por habitante», o que a coloca na segunda pior situação económica e financeira da região do Cávado, a seguir a Terras do Bouro.

«Num ano pagou-se 6,8 milhões de euros de dívida tendo contraído empréstimos no valor de 4,4 milhões de euros», frisam, destacando que o documento «reflecte uma gestão de 20 anos, cansada, sem ideias, sem visão, com uma má execução de fundos comunitários, onde se aumenta a receita com impostos cobrados aos vilaverdenses (IRS)».

Para o PS, «a Câmara deixou de ser o motor da economia local, os processos judiciais não param de aumentar e com isso aumenta o risco de pagar indeminizações avultadas por más decisões. Os subsídios estão reduzidos a praticamente nada».

«Por via do endividamento excessivo, a autarquia ficou sem capacidade de investimento, não sendo capaz de executar fundos comunitários, desinvestindo na economia local e transferindo menos verbas para as freguesias», frisam.

Segundo os socialistas, não é verdade que o Município tenha taxas de execução de 91%, como o executivo PSD anunciou. «As transferências de capital apresentam uma execução de apenas 33%. Muito longe dos 90% apregoados nos jornais, Sr. Presidente. Estavam previstas receitas de 6,1 milhões de euros e apenas foram executados dois milhões de euros», criticam.

«Este é um indicador alarmante, tanto mais porque esmiuçado o valor percebemos que está diretamente ligado à execução de fundos comunitários. Em 2016, o Município de Vila Verde executou apenas 349 mil euros em fundos comunitários. Um verdadeiro desastre quando comparado com os 4,3 milhões de euros do ano de 2015», realçam.


VILELA DIZ QUE AUTARQUIA TEM «BOA SAÚDE» FINANCEIRA

Ao jornal “O Vilaverdense”, o presidente da Câmara assegura que o Município apresenta «boa saúde» financeira, garantindo que, no final de 2016, o Município reduziu a dívida de longo e médio prazo em 2,5 milhões de euros e a dívida total em 2,3 milhões.

O autarca realça, por outro lado, que em 2016 «foi feito um trabalho de base», nomeadamente através do lançamento de diversos procedimentos, para que várias obras «estruturantes» possam ser executadas a partir deste ano com recurso a fundos comunitários.

«Temos feito um máximo aproveitamento desses fundos», vinca António Vilela, lembrando que algumas candidaturas abriram apenas no final de 2016, pelo que não poderiam ser executadas nesse ano.

Segundo o autarca, em 2017 e 2018, a autarquia tem previsto um volume de investimento que ronda os 20 milhões de euros, abrangendo várias áreas, como o saneamento, a eficiência energética, a requalificação das escolas EB 2,3, as ciclovias e mobilidade sustentável, a Ecovia do Cávado e ainda outros projectos como a requalificação da zona da antiga adega cooperativa de Vila Verde.

---
Redacção
ovilaverdense@gmail.com

    Jornal o VilaVerdense
18 de Abril de 2017 / 16:18

Partilhar no Facebook  Partilhar no Facebook


Outras notícias

-CARREIRAS S. MIGUEL (Vila Verde): Tarde de Carnaval com muitos mascarados, muita cor, muito brilho e muita gente

-“School in Love”, da Secundária de Vila Verde, voltou a dar brilho ao Mês do Romance

-Câmara anuncia reforço do abastecimento público de água na União de Freguesias de Carreiras S. Miguel e Carreiras S. Tiago

-GNR deteve 48 pessoas em flagrante nas últimas doze horas

-VALE DO HOMEM: AEVH assina protocolo de cooperação com o Portugal Club Europe (Estrasburgo-Alsácia)

-“Velhas Máquinas” integram Desfile do Amor promovido pela Associação de Clássicos Rolantes em Antigos de Vila Verde

-FUTEBOL (CPP): Vilaverdense FC quer vencer Mirandela para continuar ligado

-FREIRIZ: Incêndio em habitação provoca apenas estragos...apesar do alarme

-MÊS DO ROMANCE: Academia de Música brilhou em noite de Concerto de Gala

-Vale do Homem unido em torno do novo líder do PSD (Rui Rio) / Afinal…Rui Silva não figura entre os principais nomes dos órgãos nacionais

-Amélia Gomes celebra hoje 100 anos

-MÊS DO ROMANCE: Orlando Ventura apresentou nova linha “Amor Envolvente”

-DESTAQUE: Câmara de Braga reconhece 46 lojas como de interesse histórico, cultural ou social

-GNR: 24 detenções na última noite

-PSD: Rui Rio integra militantes de Braga nos órgãos nacionais; Vilaverdense Rui Silva é hipótese

-MÊS DO ROMANCE: Chá de tília e Pão-de-ló “água na boca” apresentados no Palácio da Brejoeira (Monção)

-LANHAS: Bispo de Braga em visita pastoral à paróquia

-BRAGA: Câmara introduz novas regras de acesso automóvel no centro histórico

-CRIME: Homem detido em Vila Verde por violência doméstica

-BRAGA: Campeões da Europa de futsal recebidos no Theatro Circo na segunda-feira

-GNR deteve 406 pessoas em flagrante delito ao longo da semana

-ESQUEIROS: Bispo Auxiliar de Braga visitou Jardim-de-Infância e EB1

-MÊS DO ROMANCE: “Já Namoras 2018” - Utensílios únicos na linha do Amor

-VILA VERDE: Bombeiros têm novo veículo de combate a incêndios

-Ministro Manuel Heitor assinala na UMinho nova fase do Programa MIT Portugal

-DESPORTO: Tribunal iliba polícias acusados de agredir e cegar adepto em Guimarães

-Farmácias de Braga e Barcelos aderem à Jornada de Recolha de Medicamentos deste sábado

-VILA VERDE: Oficina Arquimedes “Amor com Cheiro” no sábado

-INCÊNDIOS RURAIS: Acções de sensibilização para limpeza de terrenos arrancam hoje

-CRIME: 34 imigrantes ilegais trabalhavam em empresas de Famalicão e da Trofa









Jornal O Vilaverdense