CONTAS 2016: PS acusa Câmara de Vila Verde de gastar muito dinheiro de forma errada

Os documentos de prestação de contas da Câmara de Vila Verde referentes a 2016 foram esta terça-feira aprovados, em reunião do executivo, com a abstenção do PS, que considera que a autarquia «tem de ser gerida de uma forma muito mais eficiente».

«Gasta-se muito dinheiro mal gasto e perdem-se oportunidades, nomeadamente no que diz respeito a fundos comunitários. Este documento demonstra acima de tudo uma enorme falta de trabalho, uma falta de visão e de estratégia, capazes de promover Vila Verde e a qualidade de vida dos vilaverdenses», criticam.

Segundo os socialistas, «não se compreende como a autarquia deve tanto dinheiro e como em simultâneo continuam a faltar infraestruturas básicas como saneamento, água e infraestruturas rodoviárias».

Para o PS, o mais grave é o facto de a dívida «continuar a aumentar», sendo que a autarquia tem, de acordo com os socialistas, «uma dívida que corresponde a 398,58 euros por habitante», o que a coloca na segunda pior situação económica e financeira da região do Cávado, a seguir a Terras do Bouro.

«Num ano pagou-se 6,8 milhões de euros de dívida tendo contraído empréstimos no valor de 4,4 milhões de euros», frisam, destacando que o documento «reflecte uma gestão de 20 anos, cansada, sem ideias, sem visão, com uma má execução de fundos comunitários, onde se aumenta a receita com impostos cobrados aos vilaverdenses (IRS)».

Para o PS, «a Câmara deixou de ser o motor da economia local, os processos judiciais não param de aumentar e com isso aumenta o risco de pagar indeminizações avultadas por más decisões. Os subsídios estão reduzidos a praticamente nada».

«Por via do endividamento excessivo, a autarquia ficou sem capacidade de investimento, não sendo capaz de executar fundos comunitários, desinvestindo na economia local e transferindo menos verbas para as freguesias», frisam.

Segundo os socialistas, não é verdade que o Município tenha taxas de execução de 91%, como o executivo PSD anunciou. «As transferências de capital apresentam uma execução de apenas 33%. Muito longe dos 90% apregoados nos jornais, Sr. Presidente. Estavam previstas receitas de 6,1 milhões de euros e apenas foram executados dois milhões de euros», criticam.

«Este é um indicador alarmante, tanto mais porque esmiuçado o valor percebemos que está diretamente ligado à execução de fundos comunitários. Em 2016, o Município de Vila Verde executou apenas 349 mil euros em fundos comunitários. Um verdadeiro desastre quando comparado com os 4,3 milhões de euros do ano de 2015», realçam.


VILELA DIZ QUE AUTARQUIA TEM «BOA SAÚDE» FINANCEIRA

Ao jornal “O Vilaverdense”, o presidente da Câmara assegura que o Município apresenta «boa saúde» financeira, garantindo que, no final de 2016, o Município reduziu a dívida de longo e médio prazo em 2,5 milhões de euros e a dívida total em 2,3 milhões.

O autarca realça, por outro lado, que em 2016 «foi feito um trabalho de base», nomeadamente através do lançamento de diversos procedimentos, para que várias obras «estruturantes» possam ser executadas a partir deste ano com recurso a fundos comunitários.

«Temos feito um máximo aproveitamento desses fundos», vinca António Vilela, lembrando que algumas candidaturas abriram apenas no final de 2016, pelo que não poderiam ser executadas nesse ano.

Segundo o autarca, em 2017 e 2018, a autarquia tem previsto um volume de investimento que ronda os 20 milhões de euros, abrangendo várias áreas, como o saneamento, a eficiência energética, a requalificação das escolas EB 2,3, as ciclovias e mobilidade sustentável, a Ecovia do Cávado e ainda outros projectos como a requalificação da zona da antiga adega cooperativa de Vila Verde.

---
Redacção
ovilaverdense@gmail.com

    Jornal o VilaVerdense
18 de Abril de 2017 / 16:18

Partilhar no Facebook  Partilhar no Facebook


Outras notícias

-CASO DO DIA – Agressões só acabaram com a abertura do cofre no roubo em Prado

-Agendamento das Audições de Classe da Academia de Música

-JUSTIÇA: Ministério Público pede condenação de nove examinadores do Centro de Exames de Vila Verde

-Mais 641 crimes de fogo posto este ano no distrito de Braga – diz a GNR

-Projecto “CHEGA” assinou hoje acordos de colaboração

-AVISO: Cortes de água na zona do Bom Retiro na manhã da próxima segunda-feira

-Está lançado concurso público para requalificação do campo do Lanhas

-SABARIZ: Bispo celebrou missa pelos sacerdotes de Vila Verde já falecidos

-GNR: 432 detidos na última semana

-Sexta-feira com chuva e aguaceiros fortes coloca oito distritos em aviso amarelo

-- Crime - OLEIROS-PRADO (Vila Verde): Assalto violento a proprietários dos Móveis Dantas

-VILA VERDE: Plataforma para acompanhar pessoas que vivem sozinhas apresentada na quarta-feira

-Secretária de Estado Isabel Oneto preside ao Dia da GNR de Braga

-VALE DO HOMEM: Jorge Pereira reeleito presidente da Associação Empresarial do Vale do Homem

-DESPORTO: Paulo Mesquita na final da Taça de Portugal de trail running

-Terminou a segunda edição do GEPE

-Alunos das Escolas Básicas de Cervães e Moure libertaram animais da fauna autóctone

-BRAGA: Caminhada de sensibilização para o Parkinson já com mais de 300 inscritos

-CRIME: Suspeito de tráfico de droga ataca agente da PSP de Braga à … dentada

-Crianças de Esqueiros plantaram árvores

-VILA VERDE: José Manuel Fernandes distinguido esta sexta-feira na EPATV pela Igreja Ortodoxa Ucraniana

-Nova VMER do INEM em Braga já serve também Homem e Cávado

-VILA VERDE: Escola Secundária desenvolve projecto conjunto ERASMUS + com o Instituto “El Pomar” (Espanha) sobre estudo bilingue de português e inglês

-VILA DE PRADO: EB 2-3 acolheu palestra sobre "Plantas Invasoras - Por que são um problema? Como as controlar?"

-CIM Cávado promoveu sessão de capacitação empresarial sobre “Internacionalização de Empresas” em Vila Verde

-Centro Escolar de Vila Verde acolheu, esta tarde, concerto didático promovido pelo Agrupamento de Escolas e pela Academia de Música

-VILA VERDE: Casa do Conhecimento promoveu Oficina de Resíduos Electrónicos

-CORRUPÇÃO CARTAS DE CONDUÇÃO: Julgamento recomeça na sexta-feira e deve ter as alegações finais

-FUTEBOL: Eduardo Milhão satisfeito por jogar com o Sporting

-ÚLTIMA HORA: Vilaverdense FC visita Sporting na Taça de Portugal









Jornal O Vilaverdense